Disneyland Paris + vlog

Em 24.07.2016   Arquivado em Disney, Eurotrip, Paris, Viagem para Paris, Viagens

Eurotrip

E chegou o post mais aguardado por mim e que eu mais esperei acontecer na viagem: o dia em que visitei a terra do Mickey pela primeira vez. Uma das minhas metas é conhecer todas as Disneys do mundo (Disney Orlando, Disneyland Califórnia, Tokyo Disneyland, Disneyland Paris e a mais nova Hong Kong Disneyland), e comecei pela Disneyland Paris aproveitando que estávamos do ladinho do parque. Conhecida popularmente pelo seu antigo nome (Euro Disney), a Disneyland Paris conta com dois parques: o Parc Disneyland (versão européia do parque californiano) e onde encontra-se o castelo da Bela Adormecida, e o Parc Walt Disney Studios (inspirado no Hollywood Studios) com brinquedos radicais como Rock’n’Roller Coaster e a Twilight Zone Tower of Terror.

Depois de muito pesquisar escolhemos o sábado para visitar o parque, pois ele fica aberto até mais tarde e era “quase garantido” que veríamos o show de encerramento. O quase garantido é porque tudo depende do tempo, pois como fomos em Janeiro e lá é inverno o clima fica sempre bem ruim e além de chover existe muita névoa, o que faz com que o show não consiga ser realizado do jeito certo. Apesar de realmente ter feito muito frio e chovido graças a Deus na hora do show o tempo estava ótimo e foi simplesmente perfeito. Como lemos na internet que era perfeitamente possível visitar os dois parques no mesmo dia compramos o ingresso de 1 dia 2 parques através do site Viator ainda no Brasil e deu tudo certo :) .

Disneyland Paris

Para chegar até a Disneyland Paris você deve pegar algum trem da linha RER A, que é uma linha especial e passa em apenas algumas estações de Paris, então você precisa prestar bastante atenção para não se confundir. Nós pegamos a estação que passa por baixo do Arco do Triúnfo, ela é super sinalizada e tem uma moça que fala em inglês e te auxilia a comprar o bilhete de ida e volta, nem precisa saber falar inglês, basta falar Disneyland e ela mesma emite os bilhetes, o preço custa aproximadamente € 15,20 (ida e volta por pessoa). Com as passagens compradas é só embarcar no trem e descer na última estação que é a de Marne La Vallée, essa estação é praticamente “dentro” da Disney, não dá pra se perder, eu garanto. Caso você queira comprar os ingressos dos parques na hora também não tem problema, só aconselho a chegar cedo porque a fila é gigante.

Disneyland Paris

O primeiro parque que visitamos (por indicação de vários blogs) foi o Parc Walt Disney Studios, e no momento em que pisamos dentro dele começou a garoar mega forte :( . Como todos queriam ficar fora da chuva as filas dos brinquedos estavam gigantes, acabamos indo em uns 5 brinquedos apenas… eu estava tão encantada com tudo que até esqueci de pegar o fast pass para voltar aos brinquedos que queria depois, rs. Normalmente os parques tem os personagens espalhados para você tirar foto com eles, mas a chuva ficou tão forte que não vi nenhum personagem, só na parada que rola no outro parque à tardezinha. Enfim, lição aprendida, da próxima vez vou direto para as filas dos brinquedos sem nem olhar para os lados, hahaha. Nesse parque eu e meu namorado andamos na melhor montanha-russa de nossas vidas até hoje (a Rock’n’Roller Coaster), agarrei o REX do Toy Story, vimos os personagens do filme Carros e almoçamos um lanche delícia (óbvio que foi hamburguer e refrigerante, bem americano) e logo após o almoço atravessamos para o outro parque.

Disneyland Paris

O Parc Disneyland foi o que mais esperei, afinal de contas queria muito conhecer o famoso castelo cor-de-rosa da Aurora. Quando atravessamos para esse parque garoava tão forte e eu já estava tão molhada que tive que parar no banheiro e usar o secador de mãos para secar as minhas roupas (inclusive sapato e meia).. não teve como não fazer isso, o parque só estava disponibilizando capas de chuva para hóspedes do hotel na Disney e eu estava praticamente congelando, a última coisa que precisava era ficar doente em outro país :( . A ideia de secar as roupas assim foi tão ótima que logo as gringas estavam me elogiando e copiando, acho que nunca viram alguém dar o famoso “jeitinho” dessa maneira tão cara de pau, hahaha!

Depois de me secar fomos conhecer o parque, onde assim que você entra já dá pra ver o castelo no final do “corredor” de lojinhas. Por falar em lojinhas, lá existem várias e todas são diferentes e vendem objetos diferentes… tem as que vendem os bichinhos e lembrancinhas, as que vendem enfeites, louças especiais, swarovisky, Pandora… uma infinidade de coisas lindas e perfeitas! Eu quase surtei literalmente, se não fosse meu namorado me segurar teria voltado para o Brasil com a mala lotada de presentes e a conta bancária vazia, valeu amor por conter meu lado Becky Bloom :) .Infelizmente antes de comprar algo lá é preciso pensar mil vezes, a tiara da Minnie por exemplo custa € 13,00, um chaveiro € 5,00, uma bolinha de enfeite para árvore de natal de vidro € 18,00… dá para ficar pobre só de olhar, rs.

Disneyland Paris

Apesar do frio e da chuva esse foi um dia inesquecivel para mim e tudo valeu a pena quando vi o show de encerramento! Ali eu chorei, cantei e me emocionei, decidindo que a partir daquele momento eu conheceria todas as Disneys do mundo e viveria em todas elas essa mesma emoção: voltar a ser criança! Sem mais bla bla bla, vem ver o vlog para sentir um pouquinho do que sentimos nesse dia incrível <3

E é isso meus amores! Espero que tenham gostado e se emocionado tanto quanto eu! As próximas Disneys que vou conhecer serão as de Orlando e Califórnia e mal posso esperar 2018 chegar (se bem que ano que vem verei o Mickey de novo – spoiler, hehehe :) ). Quem ai já visitou alguma Disney? Me contem tudo!
Beijos, Gabi.

Facebook: Cor de rosa no facebook
Instagram: @gabirgouveia
Twitter: @blogcorderosa
Youtube: Gabriela Gouveia – para se inscrever é só clicar no simpático botão vermelho abaixo :)


Looks campeões para os jogos olímpicos

Em 15.07.2016   Arquivado em Dicas, Moda

Olá meus amores, tudo bem? Faltam apenas alguns dias para o começo dos jogos olímpicos e desde pequena aprendi com a minha avó a esperar ansiosamente a abertura e é claro conferir os atletas incríveis que dedicam sua vida ao amor pelo esporte. Todos nós sabemos que nosso país vive momentos muito difíceis em todos os sentidos, porém apesar de tudo não podemos esquecer as principais coisas que os jogos ensinam a todos nós mesmo em dias difíceis: ter perseverança, disciplina, confiar em si, em seus colegas e acima de tudo em Deus que faz tudo acontecer do jeitinho que deve acontecer :) .

Para mim os jogos não são apenas para eleger os três melhores atletas entre todos os que competem em cada modalidade, mas sim eleger três pessoas que representam a garra e dedicação de todos que não puderam receber as medalhas. Pensando em toda a tradição que os jogos olímpicos carregam, a Farfetch me convidou, como parte do concurso Rio 2016, a eleger 3 looks que na minha opinião valem o ouro, prata e bronze, e é claro que topei na hora! Vocês já pararam para pensar em como essas medalhas são importantes e o tanto que os atletas as desejam? A tradição das medalhas começou nos jogos da antiguidade, quando só um vencedor ganhava como prêmio uma coroa de folhas de oliva. Mais tarde, nos jogos de St.Louis nos Estados Unidos, os atletas começaram a receber medalhas de ouro, prata e bronze de acordo com a sua colocação.

Look prata Farfetch

Como look ouro para badalação e para você se sentir linda e confortável durante a noite no Rio de Janeiro optei por brincar com uma combinação all black, porém super fresquinha para as noites quentes da cidade. Eu não sei vocês mas quando vou a algum lugar que sei que estará muito quente prefiro levar uma bolsa pequena com apenas um cartão, documento e celular, dessa forma a combinação escolhida é coringa para você se divertir e aproveitar muito :) .

Look ouro Farfetch

1) Body
2) Shorts
3) Chapéu
4) Sapatilha
5) Bolsa

Já como look prata para um passeio no fim de semana pensei em algo que fosse simples e que pudesse ser usado desde um passeio no parque até outros lugares como shopping e é claro as praias do Rio :) , e nada melhor do que usar um macaquinho rendado que é super fresquinho combinado com uma gladiadora e acessórios como chapéu, óculos de sol e novamente uma bolsa pequena para levar apenas o essencial para o passeio.

Look prata Farfetch

1) Macaquinho rendado
2) Gladiadora
3) Chapéu
4) Óculos de sol
5) Bolsa

Nós sabemos que a medalha de bronze significa o terceiro lugar, mas não é por ser o último que seu significado é diferente. O bronze é o resultado de uma mistura de elementos, então como look bronze para assistir um dos jogos olímpicos e ficar junto a galera incentivando os atletas escolhi peças simples e ao mesmo tempo lindas. Cada modalidade é competida em um local diferente (alguns em locais fechados e com ar condicionado e em outros locais ao ar livre), e como o Rio de Janeiro é muito quente escolhi um look que além de ter cores incríveis ainda é confortável e eu possa optar ou por estar com uma camisetinha ou estar com uma camiseta de manga comprida para os locais mais frios. Não usaria nem bolsa nesta ocasião pois o shorts tem bolso , então colocaria o cartão e um documento dentro da capinha do celular :) .

Look bronze Farfetch

1) Camiseta
2) Shorts
3) Camiseta de manga comprida
4) Tênis
5) Óculos de sol

YAY! E essas foram as minhas escolhas campeãs para homenagear os jogos olímpicos. Admito que adorei a proposta e foi bem divertido imaginar o que eu usaria para cada uma das três situações, até porque na hora de me vestir gosto de ser o mais objetiva possível <3 . Muito obrigada pelo convite, Farfetch :) . E vocês, usariam as minhas escolhas? Quero saber!

Beijos, Gabi.

Facebook: Cor de rosa no facebook
Instagram: @gabirgouveia
Twitter: @blogcorderosa
Youtube: Gabriela Gouveia – para se inscrever é só clicar no simpático botão vermelho abaixo :)


Torre Eiffel e Museu do Louvre + vlog

Em 09.07.2016   Arquivado em Eurotrip, Paris, Viagem para Paris, Viagens

Eurotrip

Quando ainda estávamos no Brasil pesquisamos qual seria o melhor dia e horário para visitar o Louvre (que é sempre cheio) e optamos por ir em uma sexta, já que é o dia em que o museu fica aberto até mais tarde. Como no dia anterior viajamos para Bayeux e Omaha estávamos super cansados e eu com muita dor nas pernas, então esses dois passeios foram perfeitos pois o dia acabou sendo light e conseguimos até fazer comida em casa :) .

De manhã estava tudo programado para subirmos na Torre Eiffel, e como o estúdio que nos hospedamos era super perto conseguimos andar tranquilos e observar um pouco do dia a dia parisiense, além de aproveitarmos pois o dia estava incrivelmente lindo, o céu estava “quase” azul e o sol saiu para nos aquecer. Chegamos meia hora antes do nosso horário e ficamos observando o movimento ali, onde por ser um dos monumentos mais visitados do mundo e a cidade ter sido alvo de um ataque terrorista dois meses antes o exército estava patrulhando a área. Apesar do exército e polícia estarem por perto uma coisa em Paris nunca termina: os golpes em turistas. Eu e o João havíamos assistido vídeos e já sabíamos de todos os golpes que as pessoas aplicam lá e já conseguíamos identificar as pickpockets (batedoras de carteiras) sem problemas. Na Torre Eiffel algumas garotas romenas ficam com uma prancheta tentando arrecadar assinaturas, mas na verdade elas querem roubar seu dinheiro (basta pesquisar “pickpockets” no youtube para ver os absurdos que elas fazem), inclusive fomos abordados por algumas meninas e falamos apenas “no, merci“, dessa forma elas vão embora sem insistir.

Quando chega o horário de subir na torre um moço organiza a fila do lado de fora e temos que passar por detectores de metais e revista, para logo depois aguardar o elevador super incrível que te leva para o segundo andar da torre (o primeiro andar é o restaurente). Deste andar você já consegue ter uma visão incrível de Paris, ver mais de perto a estrutura de ferro, tirar milhões de fotos e pirar na lojinha lá de dentro. Nós havíamos comprado tickets apenas até esse andar, mas acabamos querendo subir até o último então compramos o outro ingresso nas máquinas que ficam ao lado da lojinha. Ao desembarcar no último andar você tem duas opções: ficar no local que é protegido por vidros e não ficar no vento ou subir mais uma escadinha e ficar literalmente ao lado dos para-raios, e é claro que preferimos a segunda opção, né? Devo admitir que o vento era tão forte que eu não conseguia andar, e se não tivesse uma grade de proteção minha câmera teria voado com certeza (e acho que eu também teria voado, hahaha), mas o frio é esquecido quando você olha a vista…simplesmente Paris todinha embaixo dos seus pés! Dá pra ver o sena, o Louvre, arco do triúnfo e muito mais! Se vocês forem a Paris não deixem de subir até o último andar da torre, juro que não vão se arrepender.

Torre Eiffel

Como dedicamos a manhã toda à Torre Eiffel e seu arredor compramos os ingressos do Museu do Louvre para a tarde, e novamente chegamos bem antes do horário para explorar do lado de fora. Na frente do Louvre você pode tirar milhares de fotos nas pirâmides, arco do triunfo do carrossel, jardin des tuileries, praça da concórdia e muito mais. Ao entrar no Louvre você escolhe o mapa do museu na lingua que quiser, inclusive português. Neste dia minhas pernas doiam tanto que não parei de mancar um segundo, então ao mesmo tempo que queria ver tudo eu quase chorava de dor por não conseguir ficar em pé por muito tempo :( … por esse motivo o único setor que vi tudo de verdade foi o Sully, justamente por abrigar tudo que eu mais amo! Como nós não compramos o guia em áudio ao observar alguns objetos expostos ficamos boiando. Depois do setor Sully fomos procurar basicamente as obras mais famosas de se ver lá e que vocês já devem saber de cor, rs…turista é fogo, né? É uma judiação, mas para ver todas as obras e apreciar acho que ficaria uns dois anos trancada lá dentro. Depois do Louvre pegamos um táxi (que a essa altura já não estavam mais em greve) e voltamos pra casa, pois o dia seguinte seria inesquecível: visitaríamos a Disney pela primeira vez!

Louvre

Ficaram curiosos para ver tudo no vlog? É só clicar no play e se divertir tanto quanto nós nos divertimos <3 :

DICAS PRINCIPAIS:

  • Você pode comprar os ingressos para a Torre Eiffel clicando aqui, até 24 anos você paga uma espécie de “meia entrada” em Paris, então aproveite ;) .
  • Você pode comprar os ingressos para o Louvre clicando aqui.
  • Cuidado com as pickpockets! Leia tudo sobre os golpes em Paris e também veja vídeos no youtube, nos ajudou demais!
  • Se amar obras de arte compre o guia em áudio do Museu do Louvre, senão você vai ficar boiando na maior parte do tempo.
  • Cuidado com aglomerações: se você ver que existe um grande número de pessoas tome cuidado com sua bolsa: as pickpockets também estão nos museus e você nem percebe que foi roubada.
  • O Louvre não é cheio no inverno: não só o museu, mas a cidade toda! Essa é uma grande dica para você que quer aproveitar sem ter que enfrentar filas quilométricas.
  • E é isso meus amores! Quem ai está empolgado para o próximo post e vlog? Sou suspeita pra falar, mas foi o que mais esperei na viagem, hahaha.

    Beijos, Gabi

    Facebook: Cor de rosa no facebook
    Instagram: @gabirgouveia
    Twitter: @blogcorderosa
    Youtube: Gabriela Gouveia – para se inscrever é só clicar no simpático botão vermelho abaixo :)


    Página 1 de 7712345... 77Próximo