Categoria "Desabafos"

Por que você gosta da Forever 21 mesmo?

Em 18.03.2014   Arquivado em Desabafos, Forever 21, Moda

Todo mundo já sabe que a Forever 21 desembarcou de vez no Brasil na semana passada, e vários blogs falaram de sua abertura. Desde o começo eu fiquei super empolgada, pois sei que a loja normalmente tem preços menores e peças diferentes de outras fast fashion como C&A e Renner. Eu até estava pensando em ir durante a semana na loja…

Porém, ontem ao entrar no instagram antes de dormir fiquei simplesmente chocada com a imagem que a Giovanna Ferrarezi publicou:

Itens indispensáveis

Depois do choque passar fiquei pensando sobre o assunto e procurei a hashtag #forever21brasil para ver o que as pessoas que já foram na loja estavam falando. Sério, fiquei com vergonha alheia de quase todos os vídeos e fotos que vi. Quer saber o por quê?

1. Vi um bando de meninas que até ontem nem sabiam da existência da marca parecendo loucas e gritando compulsivamente porque estavam dentro da Forévi;

2. Vi um bando de pessoas tirando foto da sacola da loja só pra se exibir prazamiga tudo e dizendo: “ei, sou mais descolada que você porque tenho roupas da Forever” nhé;

3. Vi pessoas “brigando” por roupas em determinado vídeo;

4. Vários clientes postaram que apesar de 2 horas para pagar as compras valeu a pena terem ido a loja;

5. Como você pode ver na foto acima, o tempo de espera nas filas para entrar na loja são de aproximadamente 3 horas. TRÊS HORAS PRA ENTRAR E MAIS DUAS NA FILA PRA PAGAR! ¬¬

O que pensar de tudo isso?

Primeiramente quero deixar claro que eu estou querendo muito conhecer a loja e garimpar peças para comprar também, porém sou totalmente contra fazer compras desta maneira quase doentia, já que as pessoas estão agindo como se a loja fosse fechar em uma semana ou sei lá…caros leitores: a Forever 21 não vai sair de lá, portanto você pode fazer compras como uma pessoa normal e civilizada, ok? Não precisa agir como se aquelas roupas fossem as últimas do universo.

Enquanto essa loucura chata não passar, vou ficar só na vontade de – finalmente – conhecer a famosa Forever 21.

Oremos!!! o.O

Direitos humanos? Só se for para humanos direitos!

Em 20.02.2014   Arquivado em Amor, Coisas da vida, Desabafos

Candle

Aqui no Brasil chegamos a um ponto onde a violência não nos abala mais, pois é tanta maldade e descaso com o cidadão (e animais também) que já ficamos anestesiados. Não sei se vocês acompanharam o Fantástico no domingo passado (dia 09/02), mas uma das matérias foi sobre um policial federal que foi baleado no famoso “ladeirão do Morumbi” aqui em São Paulo. Esse policial era filho da vizinha do meu namorado, que sempre foi amiga da família. Acompanhamos e soubemos dos “bastidores” completos desta história de terror, que infelizmente acabou em MAIS um final triste no dia 16/01, com a morte dele. Marcelo realizou o sonho de entrar para a polícia federal, era filho, pai e esposo amado e morreu como milhões de brasileiros morrem todos os dias: vítima do descaso político e violência. Como se já não bastasse ter sido baleado desta forma fria, o SAMU ainda demorou muito para chegar, o que fez seus colegas o levarem para o pronto-socorro particular do Hospital Albert Einstein (agora só pensem no tamanho da conta $$).

Vivemos no país dos impostos, onde muito se paga e quase não existe retorno. Se o dinheiro que pagamos fosse revertido para a saúde, educação e campanhas de conscientização o Brasil seria outro! Vou citar aqui um exemplo: Eu fico totalmente irritada quando vejo ano após ano no verão as enchentes acontecerem nos mesmos lugares e nem a prefeitura nem a população fazerem nada para mudar isto (sim, a população também, pois MUITAS pessoas jogam lixo, entulho e móveis velhos na rua e depois reclamam dos alagamentos – daí a necessidade de campanhas de conscientização e multas para quem não segui-las). Olhar para o próprio umbigo ninguém quer, não é? ¬¬

Vocês já repararam que sofremos diversos tipos de violência todos os dias sem mesmo sair de casa? Se ligamos para uma central de serviços para tirar uma dúvida ou resolver um problema ficamos séculos pendurados no telefone, para no final um atendente mal educado atender e dizer que NÃO PODE NOS AJUDAR. Ou ainda acordando para ir trabalhar e tendo que enfrentar motoristas “atrasadinhos” que se acham os donos do mundo. Procurar um novo emprego e acordar mais cedo para ir trabalhar ninguém quer, né!

O brasileiro tem um defeito muito grande, que é o de sempre reclamar e achar que as coisas tem que se resolver do dia para a noite. Infelizmente são poucos os que acordam todos os dias e procuram o seu melhor e, consequentemente, o melhor para as pessoas ao seu redor. O pessoal estufa o peito e fala orgulhoso que “o Brasil acordou”…mas acordou mesmo? Se isso tivesse realmente acontecido não estaríamos nos preparando para uma copa do mundo sem nexo, onde em pleno ano de 2014 pessoas doentes são atendidas no chão em hospitais públicos e onde existem mansões que são fruto do tráfico em favelas espalhadas pelo Brasil. Lastimável e inacreditável!

E é por isso que eu repito: se você quer direitos humanos, seja um humano direito em todos os sentidos. Espalhe o amor e o bem, não espere alguém fazer isto por você! É de pouquinho em pouquinho que se muda o mundo, sabia?

O dia em que eu aprendi o que significa confiança

Em 20.01.2014   Arquivado em Coisas da vida, Desabafos

Uma das páginas do meu diário: onde tudo começou.

Quando eu tinha mais ou menos uns oito anos ganhei meu primeiro diário. Fiquei super empolgada para começar a escrever meu dia a dia naquelas lindas folhas, pois o tema do diário era da minha dupla de cantores favorita da época (Sandy e Junior).

Outro dia acabei achando ele em uma caixa aqui em casa, e quase que automaticamente comecei a ler o que eu escrevia naquela época. O legal de guardar essas coisas é que você relembra momentos que – talvez – já tenha esquecido, ou então momentos inesquecíveis onde acaba lembrando de mais detalhes ainda…um dia, quando eu tiver um filho, vou apresentar esse mundo dos diários para ele com certeza!

Relendo algumas páginas me lembrei do dia em que descobri o que significa a palavra confiança. Leitores, eu pergunto para vocês: Quem, em sã consciência, roubaria o diário de uma criança de oito anos para ler e depois espalhar o que estava escrito para todo mundo? Aconteceu exatamente isso comigo. É óbvio que naquela época eu escrevia coisas sobre minha escola, amigos, paixões platônicas, brincadeiras, minha família, etc…coisas bobas mesmo, mas para mim aquelas palavras eram segredos guardados a sete chaves. Depois de lerem meu diário eu fiquei traumatizada, não queria saber de escrever e fiquei com vergonha de alguém mais falar algo sobre meus segredos. E olha que as pessoas que fizeram isso comigo já não eram tão crianças assim, viu?

Com oito anos de idade eu adquiri o hábito de selecionar muito bem quem eu queria do meu lado e quem eu queria bem longe. O engraçado é que no meio de uma coisa “ruim” eu acabei ganhando uma coisa “boa”, que foi exatamente isso. As pessoas mais próximas a mim dizem que eu tenho coração de ferro, pois é difícil uma pessoa conquistar realmente a minha amizade, e isso é verdade mesmo. Eu não consigo me apegar a ninguém (a não ser a minha família,namorado e amigos mais próximos, é claro!). Eu não me interesso em saber da vida de ninguém, da mesma forma que eu não quero que saibam da minha (por isso eu não tenho facebook pessoal ou coisas do gênero).

Por ironia do destino eu tenho o meu blog e ele nada mais é do que um “diário aberto” para quem quiser ler. Com o tempo eu aprendi a escrever e a compartilhar somente o necessário, pois com certeza as pessoas que estão lendo esse texto já tiveram alguma experiência onde aprenderam com a dor algo que se leva para a vida inteira como aprendizado.

Parece exagero da minha parte falar tudo isso? Até eu acho exagero às vezes. Mas como o Cor de rosa é o meu blog e o lugar onde eu posso desabafar, nada mais justo do que compartilhar os meus pensamentos sobre tudo, não é? Este é o real motivo para se ter um blog: compartilhar experiências e trocar figurinhas com os leitores.

Você tem alguma experiência assim? Quero saber! :3
Beijocas <3

Página 4 de 812345678