Categoria "Desabafos"

Meu adeus à nossa Matte!

Em 30.10.2011   Arquivado em Amor, Animais, Desabafos


A única foto existente da Matte

Essa semana foi hard para mim em todos os sentidos possíveis! O pior deles, o mais horrível (e que não desejo pra ninguém MEEESMO) foi o que aconteceu com essa tartaruguinha ai na foto acima. A Matte (em homenagem ao Tow Mater, do carros *só acrescentamos mais um “T”) veio para a casa do meu namorado através de um meio meio esquisito(e que não vem ao caso agora). Ela morava em uma bacia suja, e tinha somente uma pedrinha pra subir em cima.

Meu namorado, lindo e fofo e preocupado com os animais e a natureza (that’s why ele faz faculdade de Gestão Ambiental né) como a sua namorada aqui; gastou um dinheiro pra fazer um viveiro pra Matte ficar. Até piscininha ela ganhou, com direito também a areia, terra e (futuramente) plantariamos grama no restante de espaço que sobrasse.

Os planos ficaram pro “futuro”…futuro esse que não vai existir. A Matte foi morta da forma mais horrível que vocês possam imaginar. O namorado tem 5 cachorras, e duas delas arrancaram metade da parte direita da pobrezinha. Como se não bastasse toda essa desgraceira toda, a COITADA NÃO MORREU! Ficou lá, sentindo dor, sentindo sei lá o quê! Ninguém estava com corajem pra pegá-la e fazer os primeiros socorros (que a essa hora já nem eram primeiros né); então sai do trabalho correndo e fui logo pra lá ajudar.

Quem me conhece sabe que eu sou fresca, mas quando se trata de um animal (ainda mais sofrendo) eu viro a pessoa mais corajosa do mundo! Passo mal, choro, gasto o que for pra fazê-lo se sentir bem, e…ajudo como eu puder! Superei o maior medo que eu tenho, que é pegar um animal ferido e cuidar dele. Foi eu quem pegou a Matte e lavou ela, passou soro, fez o curativo, procurou veterinário (mas infelizmente só conseguimos uma consulta para o dia seguinte da trajédia) e correu atrás de tudo. O namorado estava trabalhando, e ele não pode sair cedo, então eu ajudei em tudo o que pude.

Depois do curativo com plantas medicinais só nos restava rezar e pedir pra Matte sobreviver.
No dia seguinte ela foi pro veterinário, mas a Doutora disse que era gravíssimo e não garantiu que ela sobreviveria. Ela passou por uma cirurgia reconstrutora, além de tomar mil remédios, vacinas, etc.

Ela não acordou da anestesia.

A Matte foi pro céu das tartarugas na Quarta-feira, 23/10/2011. Ela faz parte da grande porcentagem de tartaruginhas trazidas de fora (ela é dos EUA) e que não vivem nem os 10 primeiros anos de sua vida. O namorado (que sempre quis uma tartaruga desde que ele era pequeno) está desolado, mas se conformando com tudo. Eu, por outro lado, estou com uma raiva mortal das cachorras dele (somente das duas que fizeram isso *um macho e uma fêmea*), e todas as vezes que alguma delas chegam perto de mim eu chuto pra longe, grito pra sair de perto, chamo de assassinas sem coração. É, eu sei que tem tooooda essa questão do ”instinto animal” e blablablá…é, eu também penso assim…mas não da pra colocar a culpa só nisso depois de ter visto a cena horrível de um ser vivo continuar vivendo com tanta dor, ver ele POR DENTRO, sentir o cheiro de carne crua! Imaginem a minha situação, imaginem minha coragem e imaginem o que VOCÊS sentiriam no meu lugar? (Deus me livre alguém passar por isso!)

Espero do fundo do coração que onde estiver, a Matte esteja feliz, nadando e tomando seu solzinho matinal, sem dor e nem preocupação! E sempre que ver desenhos de tartarugas nas nuvens (minha incrível Pareidolia !) vou me lembrar dela e de como ela foi guerreira! Fica bem ai em cima com o papai do céu, a minha Hully, o Puppy e toda a turminha que eu tanto amo!

11 de setembro…você se lembra?

Em 11.09.2011   Arquivado em Curiosidades, Desabafos

Eu não iria fazer esse post, aliás, não estava nos meus planos fazê-lo. Decidi mudar de idéia porque percebi uma coisa muito curiosa…todas as pessoas que conheço se lembram do que estavam fazendo no momento em que foi noticiado o atentado terrorista ao World Trade Center! T-O-D-A-S!

Eu por exemplo tinha os meus 10 anos de idade e estava brincando de Barbie na casa da minha avó, esperando o bolo de chocolate sair do forno. Não me lembro se meu irmão estava comigo; Só lembro da minha vó dizendo: “Meu Deus, meu Deus!” e quando olhei para a tv vi um prédio gigante pegando fogo, e logo depois o outro também. Comecei a achar tudo muito curioso, mas sabia que isso era desgraça na certa, pois depois de 1 minuto meu pai, vô e padrinho estavam na sala também acompanhando as notícias. Todos os canais pararam para noticiar ao vivo, e vi sofrimento, preocupação e sensação de impotência nos olhos não só dos americanos, mas sim do mundo todo.

Não vou debater sobre a questão Bush, porque eu o odeio mortalmente e acho que em seu governo sua tropa deve ter matado, no minimo, umas 4 torres gêmeas lotadas de gente, mas enfim, queria compartilhar essa curiosidade com vocês meus leitores ;)

Vocês se lembram do que estavam fazendo esse dia, há 10 anos atrás?

Harry Potter: Tudo não acaba aqui!

Em 30.07.2011   Arquivado em Adoro, Cinema, Desabafos, Felicidade, Filmes, Harry Potter

Harry Potter
Tudo começou nesta mesma sala, há 11 anos atrás…

Meu pai havia comprado o VHS de um filme que nunca havia visto na vida (olha - eu pensei – um menino voando, só pode ser algo sobre bruxos, que legal!). Lembro que fiquei ansiosa para meu pai colocar logo o filme, enquanto ficava admirando uma tal moeda esquisita que veio dentro do VHS – o meu Galeão. Foi nessa sala que fui apresentada ao filme que mudaria a minha vida!

Nos trinta minutos iniciais do filme eu já havia me apaixonado completamente pela história, e já amava e odiava alguns personagens. Eu achava que meus lápis eram varinhas mágicas, ficava falando feitiços, me escondia dentro do “Santuário do Harry Potter” – da um desconto, gente! Eu era uma criança e me escondia dentro de um armário totalmente decorado com pôsters, frases, figurinhas, livros e filmes do Harry!

Harry Potter

Para ver o restante do post clique no link “Mostre mais” abaixo:

Mostre mais ▼

Meu coração se traduz neste vídeo e nos depoimentos do pessoal no set de filmagens do último filme, nas tomadas finais gravadas por alguns personagens (como Alan Rickman, Helena Bonham Carter e Robbie Coltrane). Todos chorando ou tristes, mas também orgulhosos por esses anos de dedicação! O depoimento do Daniel Radcliffe foi maravilhoso! Para quem não entende muito de inglês basta olhas as imagens..vocês vão sentir na pele o que eu estou querendo mostrar! Eles trabalharam juntos por um tempo tão longo que são como uma família…

Quanto ao filme não tenho nada a reclamar! Foi “quase” totalmente fiel ao livro, além de ter sido praticamente do jeitinho que imaginei! Os efeitos especiais estavam surreais, além da atuação impecável (como sempre) dos atores principais e também dos secundários. Valeram a pena 11 anos de espera pelo desfecho da história! A maior e melhor saga de todos os tempos acabou com chave de ouro, e com certeza nos deixou com vontade de reler todos os livros e rever todos os filmes! Eu sempre vou ser fã da saga, Harry Potter faz parte da minha história!

Harry Potter
…e “acabou” na sala de cinema nº4, na poltrona M 13, às 14:45!

Página 6 de 812345678